quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Preciso de um esconderijo longe de toda essa confusão. Preciso de calma, preciso de subterfúgios, preciso de pretextos. Preciso de uma droga que seja letal a meus conflitos, uma dose alta de heroína ou quem sabe mesmo um whisky barato que me faça esquecer por alguns instantes que faço parte disso tudo... Preciso de paz, preciso de fé, preciso de segurança, preciso de chão. Preciso de tempo para que as feridas sarem e as lágrimas sequem. E mais do que tudo, preciso voltar pra mim.